Minha meta...

Eu fiz um acordo de coexistência pacífica com o tempo...
Nem ele me persegue nem eu fujo dele...
Um dia a gente se encontra.
Mario Lago

Inveja... esse é o meu pecado!

sexta-feira, 11 de junho de 2010
Oi meninas... mais uma vez estou a séculos afastada do meu cantinho... ando pensando muuuuuiiiiito... e de tanto pensar acabei por ficar um tanto quanto deprimida... Porque? eu digo:

Porque cheguei a conclusão de que hoje eu sou uma mulher invejosa!


É verdade, sinto inveja de coisas tão bobas que não tinha notado, nem sei se esse é um sentimento que nasceu agora ou se já existe dentro de mim a muito tempo.

É triste, eu sei! Principalmente porque esse é, como todos dizem, um dos piores sentimentos da humanidade... e não adianta vir com aquele papo de inveja boa... eu não acredito nisso... ou então posso dizer que toda a inveja que sinto é boa... e não seria uma incongruência? porque se inveja não é legal, como pode ser boa? Se a bíblia diz: "não cobiçaras"... como posso dizer que inveja é boa?

Mais não consigo resistir... invejo!

  • Invejo a facilidade com que os jovens de hoje fazem amigos
  • Invejo a liberdade com que os jovens de hoje conversam entre si e com seu pais
  • Invejo a alegria de saber que realizei mais um sonho
  • Invejo aqueles que conseguem mesmo com dificuldades manter o seu parceiro
  • Invejo as adolescentes que namoram mais do que eu namorei... e namoro
  • Invejo a falta de responsabilidade dos jovens, a irresponsabilidade de alguns adultos
  • Invejo o amor novo do novo casal de namorados
  • Invejo a liberdade de ir e vir de alguns
  • Invejo a facilidade com que algumas pessoas dizem não
  • Invejo a coragem de outros ao dizer não mesmo quando poderia ser sim
  • Invejo a familia do vizinho
  • Invejo os pais de alguns amigos que resistiram ao tempo e fizeram o casamento dar certo
  • Invejo a amizade que existe entre os pais e filhos de hoje
  • Invejo as brincadeiras que não fiz
  • Invejo a cor azul ou rosa dos cabelos da menina
  • Invejo a coragem de ser diferente
  • Invejo a felicidade de ser mãe
  • Invejo o carinho do filhos
  • Invejo o dar amor sem esperar receber
  • Invejo o cuidar sem esperar ser cuidada
  • Invejo o dar sem esperar agradecimentos

Nossa... são tantas coisas... tantos detalhes pequenos... que passaram desapercebidos por mim... como pode eu não ter visto que algumas coisas aconteceram assim por minha causa? Como pode eu ter deixado minha vida chegar a esse ponto? Onde sinto que não posso ir para frente e nem voltar a traz... Como pode eu não conseguir começar agora a fazer um novo fim? Sei que só depende de mim... sei que está nas minhas mãos, que é minha opção... mais não sei o que fazer.

Estou PARALISADA! Tenho tanto medo, de todos esses sentimentos contraditórios...